O celular está mudando a maneira como as pessoas pesquisam e, eventualmente, compram produtos e serviços. De fato, a velocidade, a simplicidade e os recursos e funcionalidades em evolução dos dispositivos que usamos transformaram a experiência de compra e o comércio móvel está finalmente se movendo para o mainstream.

De fato, a Adobe (empresa controladora do Magento) prevê que quase 36% das vendas de comércio eletrônico nesta temporada de férias serão feitas a partir de um smartphone. E enquanto esses números mostram que mais e mais pessoas estão comprando de seus smartphones, as empresas B2B estão por trás de suas contrapartes do B2C quando se trata de suas ofertas através do mobile.

 

A hesitação que as empresas B2B precisam adotar no comércio móvel decorre da crença de que seus produtos e serviços são complexos demais para serem traduzidos em uma tela pequena. No entanto, as empresas não podem se dar ao luxo de investir em apenas um canal, especialmente quando as gerações mais jovens atingem a maioridade e começam a fazer compras para suas empresas. A geração Z, por exemplo, gasta em média quatro horas e quinze minutos por dia em dispositivos móveis e 95% deles possuem um smartphone. Além disso, 78% deles consideram os dispositivos móveis o dispositivo mais importante para acesso on-line, e os millennials não estão tão distantes em 74%.

 

Para um crescimento contínuo, as empresas precisam fornecer uma experiência de comércio omnichannel – em dispositivos móveis, online e offline – que capacite os clientes a fazer compras de acordo com as condições e nas plataformas de sua escolha.

 

COMÉRCIO MÓVEL É MAIS DO QUE COMPRAR COM O SEU SMARTPHONE

Quando a maioria das pessoas pensa em m-commerce, assume imediatamente que se limita à compra de bens ou serviços usando um dispositivo móvel. Embora a compra seja uma parte da equação, toda a pesquisa e navegação que uma pessoa faz no telefone que antecede a compra é uma parte importante da experiência do comércio móvel. Pesquisas mostram que 80% dos compradores de B2B estão usando dispositivos móveis no trabalho e mais de 60% relatam que os dispositivos móveis desempenharam um papel significativo em uma compra recente. Se a experiência não for otimizada para visualização em dispositivos móveis, é provável que os consumidores desistam e procurem o mesmo produto em outro lugar. É imperativo que sua empresa invista em uma experiência móvel que ofereça velocidade, conveniência e atenda às expectativas dos clientes.

 

Dominar a arte da sua experiência em comércio móvel B2B deve ser uma prioridade. Abaixo, aprofundamos alguns dos principais recursos que as pessoas esperam de uma experiência de comércio móvel:

 

PAGAMENTOS MÓVEIS

Pesquisas mostram que os comerciantes de comércio eletrônico com processos de checkout móvel excessivamente complexos perderam aproximadamente US $ 236 bilhões por ano em vendas em potencial. Fornecer aos compradores um sistema de pagamento que seja impecável e conveniente diminuirá a chance de abandono do carrinho.

 

Tecnologia e automação criaram novas oportunidades para as empresas no que diz respeito ao m-commerce. Por exemplo, os consumidores de hoje desejam que sua experiência de compra seja rápida e exija um esforço mínimo. Use os serviços corretos de pagamento móvel, como o recurso Compra instantânea do Magento, para fornecer aos clientes que retornam uma experiência de checkout mais rápida por meio de informações pré-armazenadas de pagamento e envio. Além disso, esse tipo de recurso de um clique, em que os consumidores precisam apenas clicar uma vez para comprar algo e não precisam preencher suas informações, é uma adição benéfica à sua oferta de pagamento móvel B2B, especialmente para clientes que estão reordenando o mesmos itens repetidamente. Minimiza o atrito e promove experiências de compra fáceis e sem interrupções.

 

OBTENHA RESPOSTA

A capacidade de resposta e os aplicativos fáceis de usar no B2C estabeleceram altos padrões e essas expectativas estão migrando para o B2B. O uso de design responsivo e atraente em seu layout móvel, que personaliza a experiência com base em consultas de navegação e produtos, ajudará você a atender e exceder melhor as expectativas dos clientes.

 

Também importante no celular é levar em consideração a localização, pois pode ser um grande indicador para os tipos de atividades que alguém pode estar mais disposto a concluir no momento. Por exemplo, saber se alguém está em movimento versus navegando no celular em um escritório pode fornecer contexto para as experiências apropriadas que devem ser veiculadas. Um cliente que está perto de um de seus showrooms / centros de distribuição pode gostar de saber que um item específico em que está navegando está por perto para ser buscado. Enquanto alguém estacionado em casa ou no escritório, longe de um centro de distribuição, pode ter mais chances de navegar por muitos produtos diferentes e comprar. Personalizar a experiência com base no contexto do cliente será essencial para proporcionar experiências bem-sucedidas de m-commerce.

 

De acordo com um estudo do BCG, mais de 90% dos compradores que relataram uma experiência móvel superior disseram ter maior probabilidade de comprar novamente da mesma empresa, em comparação com 50% que relataram experiências ruins. Se um cliente não conseguir encontrar o que deseja ou for impedido de alguma forma, é mais provável que saia do site.

 

PERSONALIZAR O M-COMMERCE

Compreender seus clientes e personalizar sua experiência em m-commerce aprimorará o processo de compra e criará um relacionamento mais forte. Afinal, já sabemos que oferecer uma experiência mais personalizada no B2C cria um aumento em uma variedade de métricas, como taxa de conversão ou valor médio do pedido. 

 

Do ponto de vista do B2B, a experiência certa de comércio móvel personalizado mostrará aos compradores em potencial os produtos e serviços nos quais eles provavelmente se interessarão. Por exemplo, mostrar a um visitante uma página inicial personalizada, com base em sua consulta no mecanismo de pesquisa do Google, é algo que o B2B empresas têm experimentado. Além disso, as empresas B2B inteligentes estão personalizando suas experiências móveis com base nas personas, mostrando conteúdo e experiências personalizadas para indivíduos com base em sua função (pense: compras versus operações versus marketing) dentro de uma organização.

 

As opções de pagamento também devem ser personalizadas no celular, oferecendo aos consumidores a possibilidade de efetuar o pagamento através do método de pagamento preferido, seja Paypal, Visa Checkout, extrato da fatura ou a capacidade de inserir as informações do cartão de crédito.

 

É HORA DE SE TORNAR ECONÔMICO

Para se tornar uma empresa B2B com experiência em dispositivos móveis que domina a arte do m-commerce, você precisa investir tempo e esforço para fazer a mudança. Uma empresa que adota o poder do m-commerce agora reduzirá o risco de perder qualquer momento quando o poder de compra B2B mudar de “principalmente da web” para “tudo móvel”. E esse tempo pode estar chegando: o 5G está chegando e isso mudará bastante o cenário móvel, acelerando e melhorando as experiências que podemos oferecer a nossos clientes.